Anime & Mangá

Como a Guerra de Sangue dos Mil Anos corrige a narrativa de Bleach

Publicado por

“Bleach” é conhecido por ser um dos grandes clássicos do shonen, contudo, confrontou certas adversidades que os animes “Naruto” e “One Piece” evitaram. A excessiva dependência de “power-ups” (aumentos de poder) programados era uma delas. Este artifício é comum até mesmo nos mais renomados títulos shonen, como “JoJo’s Bizarre Adventure”, mas a relutância de “Bleach” em abandoná-lo foi particularmente aparente.

O maior problema de Bleach prejudicou o anime original

No anime original “Bleach”, os heróis eram frequentemente encurralados, mas surpreendentemente desvendavam um novo poder oportuno para salvá-los. Às vezes, isso trazia uma excitação, como quando Ichigo revelou sua máscara Hollow durante a batalha com o Capitão Kuchiki no arco da Soul Society. No entanto, a repetição desses “power-ups” programados acabou comprometendo a qualidade da narrativa. Felizmente, o arco da Guerra de Sangue dos Mil Anos está pondo fim a esse padrão, ao permitir que os melhores heróis de “Bleach” realmente se baseiem em seus próprios pensamentos e inteligência para adquirir novos poderes.

Nos primeiros episódios, “Bleach” teve um bom desempenho com seu protagonista, Ichigo Kurosaki, que precisava entender seus novos poderes de Soul Reaper (Ceifador de Almas) enquanto avançava na trama. Porém, a partir do arco da Soul Society, a progressão do poder de Ichigo começou a parecer artificial e dependente dos eventos da história. Em contrapartida, “One Piece” e “Naruto” mostraram como usar os “power-ups” de forma mais coerente e orgânica.

O arco da guerra de sangue de mil anos de Bleach tem excelentes power-ups

A volta de “Bleach” em 2022 com o arco da Guerra de Sangue dos Mil Anos propôs um significativo refinamento na forma de narrativa do anime. Durante este arco, o Império Quincy lançou uma invasão brutal na Soul Society, forçando Ichigo e seus amigos Soul Reapers a enfrentarem uma crise sem seus melhores poderes. Esta situação impôs um necessário crescimento e evolução aos personagens, resultando em uma trama mais coerente e interessante.

A evolução narrativa de “Bleach” também beneficiou os Soul Reapers, que se tornaram obsoletos no anime original. Neste novo arco, os Soul Reapers precisam aprender a humildade, utilizar métodos de treinamento criativos para desenvolver novos poderes e lembrar a razão pela qual lutam tanto. Desta forma, “Bleach” está agora alinhado com animes modernos como “My Hero Academia”, provendo uma narrativa mais sofisticada e satisfatória.

Como contraste, os Sternritter, inicialmente superconfiantes, estão começando a mostrar sinais de complacência, o que abre uma janela de oportunidade para Ichigo e os Soul Reapers demonstrarem o fruto de seu treinamento e, finalmente, reivindicarem a vitória, sem a necessidade de “power-ups” programados.

Por fim, siga-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime.

Matheus Gimenez

Escritor do animerant.com.br e um entusiasta do universo dos animes que não curte muito mangás, mas quando pega para ler, termina em pouquíssimo tempo.

Publicado por

Posts recentes

Dragon Ball confirmou a forma mais forte de Goku

A galera que acompanha Dragon Ball estava super empolgada com o Capítulo 101 do mangá.…

04/03/2024

Jujutsu Kaisen 252: Maki Vs Sukuna começa

Jujutsu Kaisen deu as caras de novo depois de uma pausa de duas semanas, e…

04/03/2024

5 lutas mais incompatíveis em Naruto

Na obra de Masashi Kishimoto, Naruto, o engano e a desorientação são a alma das…

04/03/2024

Como os gigantes Elbaf podem ajudar Luffy a se tornar o rei dos piratas?

No universo de One Piece, a diversidade é o que não falta. Temos desde Homens-Peixe…

04/03/2024

Hell’s Paradise: o que esperar da 2ª temporada (de acordo com o mangá)

Todo mundo está na maior expectativa pela segunda temporada de Hell's Paradise. Ainda sem data…

04/03/2024

One Piece: O que a chegada do Gorosei em Egghead significa para os piratas chapéus de palha?

No capítulo 1109 de One Piece, a ação foi pra lá de eletrizante no arco…

04/03/2024

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site.

Leia mais