Anime & Mangá

O anime Pokémon Journeys falhou na região de Galar e no videogame Sword and Shield

Publicado por

O anime Pokémon, lançado em 1999, criou uma identidade ao longo de suas gerações, guiada pelas aventuras de Ash Ketchum e Pikachu. Ambos percorreram diversas regiões, enfrentando desafios, e a narrativa evoluiu consistentemente até a geração VII. No entanto, ao chegar à geração VIII, com Pokémon Journeys, a série tomou um rumo diferente, negligenciando a região de Galar, e acabou não homenageando devidamente o universo de Pokémon. A abordagem de Pokémon Journeys na região de Galar e no jogo Sword and Shield deixou a desejar.

O que aconteceu em Pokémon Journeys?

Em Pokémon Journeys, a narrativa se distanciou do padrão, introduzindo Goh, um treinador entusiasmado, como o novo parceiro de Ash, que estava mais focado em suas batalhas e em se tornar um Mestre Pokémon. Em vez de se aterem à região de Galar, Ash e Goh trabalharam no Laboratório do Professor Cerise e viajaram pelo mundo para fins de pesquisa. Em vez de enfrentarem os Ginásios Pokémon de Galar, Ash entrou para a World Coronation Series, lutando contra treinadores fortes.

A mudança de direção de Pokémon Journeys para o universo mais amplo de Pokémon resultou numa representação insatisfatória da região de Galar e do jogo Sword and Shield. Ash possuía apenas dois Pokémon Galarian em sua equipe, e mesmo com Goh apresentando alguns novatos de Galar, a série não conseguiu representar adequadamente os Pokémon de Sword and Shield.

Jornadas Pokémon não iluminaram as espécies Galarian

As cidades e locais da região de Galar não foram bem explorados, e a série também não conseguiu destacar muitos dos principais líderes de ginásio de Galar. Mesmo com a série secundária Twilight Wings oferecendo uma visão sobre Galar, não compensou a falta de atenção em Journeys.

Em contrapartida, a série subsequente, Pokémon Horizons, adotou uma nova abordagem, oferecendo histórias intrigantes enquanto ainda voltava regularmente à região de Paldea. Assim, conseguiu construir a região de Paldea de forma bem-sucedida e, ao mesmo tempo, manter o caráter cativante e inocente do universo Pokémon.

Apesar de sua ambição, Pokémon Journeys falhou ao ignorar elementos chave da oitava geração de Pokémon e ao sacrificar a riqueza da região de Galar em favor da despedida de Ash. A série tinha o dever de abrir caminho para o futuro da franquia, mantendo sua conexão com os videogames. Assim, as escolhas feitas em Pokémon Journeys serão vistas com olhos críticos, considerando as oportunidades perdidas e a falta de consideração para com a região de Galar e o jogo Sword and Shield.

Por fim, siga-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime.

Matheus Gimenez

Escritor do animerant.com.br e um entusiasta do universo dos animes que não curte muito mangás, mas quando pega para ler, termina em pouquíssimo tempo.

Publicado por

Posts recentes

10 coisas em Dragon Ball Super que os fãs odiaram

Dragon Ball Super trouxe uma nova vibe ao universo Dragon Ball, criado por Akira Toriyama.…

25/02/2024

One Piece: Eiichiro Oda revela o verdadeiro motivo para Zoro ter três espadas

Eiichiro Oda, o criador de One Piece, compartilhou o porquê de Zoro ter três espadas,…

25/02/2024

Dragon Ball Super: Nova transformação de Gohan confirma a teoria antiga do Goku

No mangá de Dragon Ball Super tá rolando um embate épico que muita gente tava…

25/02/2024

7 coisas que o criador de Dragon Ball esqueceu

Dragon Ball é um fenômeno mundial, cativando fãs com suas histórias empolgantes, personagens memoráveis e…

25/02/2024

One Piece: Oda conta de onde veio a ideia do Gear 2 do Luffy

O Luffy, aquele pirata top de One Piece, não começou sua jornada sendo o cara…

25/02/2024

One Piece 1109: O que esperar do capítulo?

Os fãs de One Piece estão na maior expectativa pelo capítulo 1109. A trama na…

25/02/2024

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site.

Leia mais