Anime

“Eu queria me desafiar” – Criador de My Hero Academia foi inspirado por One Piece

Sabe, no universo complexo e exigente da criação de mangás, figuras criativas como Kohei Horikoshi, o cérebro por trás do fenômeno My Hero Academia, buscam frequentemente um toque de inspiração nas obras dos que trilharam o caminho antes deles. Mas, a história de Horikoshi é um pouquinho diferente do usual. Não estamos falando daquela admiração padrão por personagens marcantes ou tramas envolventes que ele absorveu na juventude. O lance dele foi mais pela maneira como uma certa história foi narrada.

Em um bate-papo em 2018 com o Comic Natalie, um site japonês que é puro suco de notícias sobre mangá, Horikoshi compartilhou várias ideias sobre My Hero Academia. Esse papo foi traduzido e jogado na rede pelo Tumblr AitaiKimochi, graças à Amanda Lamsam, uma empresária e fã de anime. Um pedaço interessante dessa entrevista girou em torno do então atual “Arco de Estágio” ou Arco Shie Hassaikai, o primeiro grande mergulho narrativo de My Hero Academia.

Desafiando-se ao estilo de Eiichiro Oda

Horikoshi explicou o porquê de querer fazer esse o maior arco da série até aquele momento. Parte da razão era a narrativa – introduzir personagens chave para os futuros capítulos – mas o verdadeiro empurrão veio da vontade de encarar um desafio de peso: criar um arco que pudesse bater de frente com os gigantescos arcos de One Piece, obra-prima de Eiichiro Oda. A ideia não era só estender o arco por três volumes, superando todos os anteriores, mas sim estabelecer um novo patamar de engajamento e profundidade.

E não é que Horikoshi conseguiu? O tal arco Shie Hassaikai se estendeu do volume 14 ao 18, um feito e tanto. Mas olha, essa não foi a primeira vez que ele buscou inspiração em outros mangás. Na San Diego Comic-Con de 2018, Horikoshi revelou que All Might, o herói símbolo de My Hero Academia, foi inspirado em ninguém menos que Son Goku de Dragon Ball. Ainda assim, mirar na extensão de arcos de outra obra como fez com One Piece foi algo novo e audacioso para ele.

É comum os fãs reclamarem que muitos mangás sofrem de arcos apressados, sem desenvolvimento adequado de trama ou personagens. One Piece, com seu “Arco do País de Wano” de 16 volumes e 146 capítulos, é a prova viva de que arcos longos podem ser incrivelmente envolventes.

Leia também: Os 10 personagens mais fortes da 7ª temporada de My Hero Academia

Um sucesso renovado

E assim, Horikoshi aceitou o desafio. O “Arco de Estágio” dominou quase todo o ano de 2017, somando 41 capítulos distribuídos em cinco volumes. Apesar de não chegar aos pés dos números de One Piece, se tornou o arco mais extenso de My Hero Academia naquele momento e, até hoje, é um dos mais longos, superado apenas pelos mais recentes “Arco da Guerra de Libertação Paranormal” e “Arco da Guerra Final”. A estratégia de se inspirar na magnitude dos arcos de One Piece pode ter parecido estranha no começo, mas acabou se mostrando uma jogada de mestre para enriquecer o universo de My Hero Academia.

Pode te interessar: 10 maiores mistérios da My Hero Academia que a série ainda precisa responder

Daniel Oliveira

Criador do animerant.com.br. Desenvolvedor e webmaster que trabalha como escritor e principal editor de notícias para o site.

Compartilhar
Publicado por

Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade