Anime & Mangá

Boruto: Two Blue Vortex pode superar o Queerbaiting de Naruto?

Publicado por

A revelação surpreendente do mangá “Boruto: Two Blue Vortex” é a paixão latente de Mitsuki por Boruto, um tópico que tem gerado debate no fandom.

Embora muitos esperassem um arco romântico entre Boruto e Sarada, Mitsuki se destaca como um personagem repleto de complexidade emocional, especialmente por seus sentimentos não revelados por Boruto.

No entanto, essa narrativa ganha um giro inesperado graças à distorção da realidade causada por Eida. Em um cenário tumultuado, onde Kawaki manipula as mentes em Konoha, Mitsuki vê seus sentimentos românticos deslocados de Boruto para Kawaki.

Este último, que está temporariamente no comando de Konoha, reage de forma distante, tornando a situação ainda mais complicada para Mitsuki.

Mas por que esse arco é tão intrigante? Antes de mais nada, Mitsuki é uma figura solitária, carente de orientação emocional. Sua solidão é amplificada pela ausência de seu criador, Orochimaru, que está ocupado em um laboratório fora da vila.

Assim, Mitsuki enfrenta um dilema emocional que pode ser tanto angustiante quanto revelador.

Por outro lado, Kawaki, um personagem com um passado traumático, também lida com questões profundas sobre identidade e pertencimento.

Seu histórico de abuso e luta pela aceitação tornam a trama ainda mais rica, abrindo espaço para discussões sobre representatividade LGBTQ+ no universo de “Boruto”.

Afinal, uma possível relação entre Mitsuki e Kawaki poderia não apenas adicionar camadas à história, mas também diversificar o enredo em termos de representação queer.

Em resumo, “Boruto: Two Blue Vortex” tem o potencial de abordar questões sociais relevantes, como a representação LGBTQ+, ao mesmo tempo que mantém os fãs grudados em seus assentos.

O arco de Mitsuki e Kawaki oferece uma janela para explorar emoções complexas e temas universais, como amor, identidade e aceitação, em um mundo normalmente dominado por batalhas épicas e rivalidades.

Por fim, essa narrativa também poderia ser uma oportunidade para o anime e mangá romperem com tropos tradicionais e prejudiciais, movendo-se em direção a uma representação mais inclusiva e diversificada.

Com tantos elementos em jogo, é sem dúvida um arco que vale a pena acompanhar.

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime.

Matheus Gimenez

Escritor do animerant.com.br e um entusiasta do universo dos animes que não curte muito mangás, mas quando pega para ler, termina em pouquíssimo tempo.

Publicado por

Posts recentes

Masashi Kishimoto, criador de Naruto, fala sobre a escolha do diretor e roteirista para o filme live-action

O filme live-action de Naruto, que todo mundo tá esperando, vai ser escrito e dirigido…

23/02/2024

Jujutsu Kaisen: Maki é a arma secreta contra Sukuna?

Jujutsu Kaisen tá pegando fogo! Depois de uma sequência de capítulos tensos, Sukuna tá dando…

23/02/2024

Dragon Ball Super mostra a reação de Goku e Vegeta à nova forma do Gohan

Antes de encarar o Goku, a nova transformação do Gohan em "Besta" deixou tanto o…

23/02/2024

Quem são as duas irmãs gêmeas do Barba Negra e o que isso significa em One Piece?

A revista One Piece Magazine Vol.8 mostra uns rascunhos da mãe e das duas irmãs…

23/02/2024

Por que tantos personagens parecem com o Goku? O motivo foi revelado 30 anos atrás em Dragon Ball

Já reparou que uma galera no universo de Dragon Ball tem uma carinha bem familiar,…

23/02/2024

One Piece: Este personagem importante será crucial para os Piratas do Barba Negra

Caribou não é apenas mais um personagem na vasta série de One Piece. Depois do…

23/02/2024

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site.

Leia mais