Anime

Berserk | O que teria acontecido se Guts não tivesse deixado o Band of Falcon?

É inegável que o mundo do mangá, especialmente o gênero seinen, tem recebido atenção crescente nos últimos anos. Entre esses, Berserk, de Kentaro Miura, se destaca como uma obra-prima, um verdadeiro colosso na narrativa sombria e fantástica. Essa saga, com seus arcos de personagens intensos e narrativa angustiante, não só captura a atenção do público global mas também redefine o gênero. Mas há um ponto intrigante que merece uma exploração mais profunda: o que aconteceria se Guts, a espinha dorsal da história, nunca tivesse deixado o Band of Falcon?

Uma realidade alternativa

Imagine um universo onde Guts escolhe ficar com o Band of Falcon. Sua habilidade inigualável no combate e sua determinação poderiam ter sido pilares fortalecedores para o grupo. Não só isso, sua presença constante poderia ter alterado significativamente a dinâmica interpessoal do bando, especialmente com Casca. A decisão de Guts de partir teve um impacto profundo nela, e sua permanência poderia ter proporcionado um desenvolvimento diferente, mais estável, para seu relacionamento em meio ao caos.

O papel de Guts em relação a Griffith, o líder ambicioso, também merece ser destacado. A resiliência e a moralidade de Guts poderiam ter servido como uma bússola moral para Griffith, talvez até impedindo-o de seguir um caminho trágico. No entanto, permanecer no bando também poderia ter limitado o crescimento pessoal de Guts e sua jornada de autodescoberta, aspectos cruciais de sua narrativa.

Berserk brilha nas nuances de tragédia e resiliência. A saída de Guts foi um marco na história, não apenas moldando seu destino, mas também o daqueles ao seu redor. Esta escolha desencadeou uma série de eventos que definem o tom trágico da narrativa.

Explorar a possibilidade de Guts permanecer no Band of Falcon nos leva a um fascinante “e se”. Esta realidade alternativa pode ter levado a uma trajetória diferente, talvez evitando alguns dos eventos mais dolorosos da história. Por outro lado, a ausência de sua saída poderia ter resultado em uma narrativa igualmente cativante, mas diferente, destacando a inevitabilidade e o destino inerente ao mundo de Berserk.

A decisão de Guts de deixar o Band of Falcon é um ponto crucial na franquia Berserk. Explorar a hipótese de sua permanência é um exercício fascinante que adiciona profundidade e complexidade à saga. No entanto, esta permanece uma mera realidade alternativa. A escolha de Miura em avançar com a história como está, evitando clichês e repetições, é o que torna Berserk uma lenda no mundo seinen. A saída de Guts é essencial para a narrativa e é um testamento à habilidade de Miura em criar uma história única e envolvente que continua a cativar fãs de mangá e anime em todo o mundo.

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime.

Daniel Oliveira

Criador do animerant.com.br. Desenvolvedor e webmaster que trabalha como escritor e principal editor de notícias para o site.

Compartilhar
Publicado por
Tags: berserk

Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade