Anime

Sem mais spoilers de One Piece e Jujutsu Kaisen? Vazadores são presos no Japão

Bem, parece que o mundo dos vazamentos de mangá de One Piece e Jujutsu Kaisen passou por uma bela reviravolta, hein? Recentemente, a polícia deu um basta em alguns dos principais distribuidores desses spoilers que muitos de nós amamos e odiamos.

Aconteceu tudo de uma vez, após a prisão de dois caras suspeitos de distribuir ilegalmente conteúdos do Weekly Shonen Jump. Imagina só, a polícia de Kumamoto, que por acaso é a cidade onde Eiichiro Oda, o gênio por trás de One Piece, nasceu, foi quem colocou as mãos nesses dois.

Capturados em flagrante

A lei chegou para os leakers

E não foi qualquer detenção. Os dois indivíduos, que não são da área, foram pegos por postar capítulos ainda não lançados do mangá entre janeiro e março de 2023. Ao que tudo indica, eles admitiram parte do que foram acusados e negaram outra parte. E a polícia não estava de brincadeira: revistaram tudo e encontraram um monte de provas, incluindo telefones e revistas que apontavam para o OPScans, um nome bem conhecido nesse meio. Desde então, o site do OPScans sumiu do mapa, fechado desde 5 de fevereiro de 2024.

A Shueisha, que publica o Weekly Shonen Jump, não perdeu tempo e já falou sobre o caso. Eles disseram que esses vazamentos são um problemão, atrapalhando não só os autores mas também os fãs, que têm suas experiências estragadas. A Kodansha, outra editora gigante, também entrou na dança, dizendo que a prisão desses caras é um grande passo para acabar com essa pirataria que tanto prejudica a indústria.

Efeito Dominó

A comunidade de vazamentos em retirada

Com a prisão desses dois, rolou um efeito dominó na comunidade de vazamentos. Muitos sites e grupos do Discord começaram a fechar as portas, talvez tentando evitar serem os próximos na lista da polícia. Além do OPScans, outros nomes como Scanpiea e starzunion.com também deram uma pausa nas atividades. Isso pode ser visto como uma vitória para os editores, mas muitos acham que essa calmaria é só temporária, uma jogada de precaução dos leakers.

O mercado de mangá é enorme, movimentando bilhões, com o app de mangá mais popular de 2023 batendo a marca de $675 milhões em transações. E parece que os editores estão ficando cada vez mais sérios em proteger seus direitos. No final do ano passado, teve até caso de editoras grandes barrando desenvolvimentos de apps populares de leitura de mangá, mostrando que a briga contra a pirataria está só esquentando.

Fonte: asahi, site oficial Kodansha

Daniel Oliveira

Criador do animerant.com.br. Desenvolvedor e webmaster que trabalha como escritor e principal editor de notícias para o site.

Compartilhar
Publicado por

Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade