Anime

O potencial de Sasuke e Sarada é realizado no anime de Boruto, mas não no mangá

A relação entre Sasuke e Sarada no anime “Boruto: Naruto Next Generations” é algo que cativou a atenção dos fãs. Essa complexa e intrigante conexão pai e filha é retratada com uma profundidade emocional que, infelizmente, o mangá não conseguiu igualar. Neste artigo, exploraremos como o anime “Boruto” trouxe vida a essa relação, destacando dois momentos-chave que representam o potencial dessa poderosa metáfora.

Sasuke e Sarada no Anime “Boruto”: Uma Relação Complexa e Emocional

No episódio 18 do anime, a intensidade da reação de Sakura às perguntas de Sarada sobre Sasuke torna-se uma representação literal de uma casa desfeita. Quando questionada se ela é realmente a esposa de Sasuke, Sakura acaba destruindo sua casa com um soco, algo que ilustra vividamente a tensão na família Uchiha. Além disso, dois episódios depois, Sarada manifesta seu Sharingan com a antecipação de encontrar seu pai, um momento ofuscado por circunstâncias anteriores envolvendo Sasuke.

O anime foi hábil em acentuar a tensão no relacionamento entre Sasuke e Sarada. No mangá, a divisão é explorada, mas apenas de maneira sutil. Enquanto o anime apresentou cenas dramáticas e impressionantes, o mangá deixou muito a desejar, especialmente em comparação com a originalidade do criador Masashi Kishimoto, do artista Mikio Ikemoto e do roteirista Ukyo Kodachi.

Mangá de “Boruto”: Falha em Explorar a Profundidade da Relação entre Sasuke e Sarada

Ao contrário do anime, o mangá não conseguiu explorar totalmente como Sasuke afetou sua filha Sarada. O subtítulo “Naruto Next Generations” deixa claro que o foco deve ser a próxima geração. No entanto, ao deixar de lado histórias sobre personagens que os fãs amavam, o mangá errou, e isso impactou a imersão dos leitores neste novo mundo. A representação mais profunda da relação entre Sasuke e Sarada no anime “Boruto” é apenas um exemplo de como o anime supera completamente o mangá.

O anime “Boruto: Naruto Next Generations” tem habilmente explorado a complexa relação entre Sasuke e Sarada, apresentando cenas impactantes e poderosas metáforas. Em contraste, o mangá falhou em trazer a mesma profundidade, perdendo uma oportunidade valiosa de aprofundar a compreensão dos leitores sobre esses personagens queridos. Essa diferença é um testemunho da habilidade do anime em conectar os fãs com o mundo de “Boruto,” algo que o mangá ainda precisa alcançar.

Por fim, siga-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime.

Matheus Gimenez

Escritor do animerant.com.br e um entusiasta do universo dos animes que não curte muito mangás, mas quando pega para ler, termina em pouquíssimo tempo.

Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade