Anime & Mangá

10 curiosidades sobre Makoto Yukimura, o criador de Vinland Saga

Publicado por

O mundo dos animes e mangás é incrível, não é mesmo? Mas uma galera muitas vezes nem sabe quem tá por trás da caneta e não tá nem aí pra quem escreveu. Mas, claro, tem aqueles fãs que são super fãs de alguma série específica, tipo a galera que curte “Vinland Saga” ou “Planetes”. Essas duas séries são do Makoto Yukimura, um cara que manda muito bem no mundo dos mangás.

Se você é daqueles que se liga em cada detalhe, saber mais sobre o autor pode ser demais. Imagina só entender como “Vinland Saga” foi criada, conhecendo mais sobre a vida e as ideias do Yukimura. Mesmo os autores mais na deles, tipo o Gege Akutami, têm suas manias e segredos que fazem a gente se interessar ainda mais. E sobre o Yukimura, tem muita coisa rolando por aí sobre ele e o jeito dele criar mangás.

10. Dois acidentes de carro o fizeram repensar sua vida

Os altos e baixos na vida do mangaká

Vida de mangaká não é só desenhar não, viu? O Yukimura passou por uns perrengues quando era mais novo, tipo não levar a escola a sério e quase não ter vida social. Mas aí, o cara quase se foi em dois acidentes de carro. Isso fez ele repensar a vida dele e decidir fazer algo que valesse a pena. Resultado? Virou um artista de mangá de primeira, criando histórias que emocionam a galera ao redor do mundo, especialmente com “Vinland Saga” e “Planetes”.

9. Ele achava que o anime do Dr. Slump era redundante com o mangá

Mangá x Anime: Qual é melhor?

Quando o Yukimura era moleque, ele leu “Dr. Slump” do Akira Toriyama e depois viu o anime na TV. Ele achou meio repetitivo, tipo, “por que contar a mesma história duas vezes?”. Hoje em dia, ele provavelmente pensa diferente sobre mangá e anime, mas isso mostra como a visão da gente muda. Tem gente que prefere mangá, sem enrolação e saindo antes. Mas, por outro lado, tem séries como “Demon Slayer” que bombaram depois que viraram anime. Então, não é que o anime é só repetição, ele pode dar uma nova vida pra história.

8. A série que o influenciou na criação de Vinland Saga

Vicky, a Viking

Você sabia que uma série de desenho chamada “Vicky, a Viking” influenciou o Yukimura? Essa série, que mistura alemão, austríaco e japonês, rolou lá pelos anos 70 e era sobre um moleque chamado Vicky que era esperto pra caramba e resolvia os problemas na manha, sem precisar partir pra porrada. O Makoto Yukimura curtiu tanto essa parada que acabou se inspirando nela pra criar “Vinland Saga”. Ele até botou uma personagem chamada Ylva, que tem o mesmo nome da irmã do Thorfinn Karlsefni na história. E ainda tem um personagem, o Hild, que ele criou se baseando no “Vicky, a Viking”.

7. A Guerra Fria e os ataques de 11 de setembro

Eventos históricos moldando a narrativa

A Guerra Fria e os ataques de 11 de setembro influenciaram o criador de Vinland Saga também. Ele viu o sofrimento humano nesses ocorridos e decidiu botar um pouco disso em “Vinland Saga”. O protagonista, o Thorfinn, tem que lidar com uns traumas pesados e tenta encontrar um jeito de superar tudo isso. Essa busca dele é o que leva a sonhar com Vinland, um lugar onde todo mundo poderia viver de boa, na paz.

6. Fã das obras de Junji Ito

Admiração por outros Artistas

E o Yukimura, além de criar, também é fã de outros artistas. Um deles é o Junji Ito, aquele mestre das histórias de terror, sabe? As obras do Ito são cheias de detalhes e às vezes até comentam sobre a sociedade e a cultura japonesa. O Yukimura curte o trabalho do cara, mas parece que não se inspirou diretamente nele pra fazer suas próprias histórias.

5. Ele desenhou um mangá crossover de Assassin’s Creed

Explorando projetos paralelos

E não é que o Yukimura ainda arranja tempo pra outros projetos? Ele fez um mangá crossover juntando “Vinland Saga” com “Assassin’s Creed: Valhalla”. Imagina só, o protagonista de Valhalla, o Eivar, desenhado no estilo fodão do Yukimura. Deve ter ficado animal!

4. Yukimura acredita que as mãos são altamente expressivas

A arte de contar histórias

No mundo dos quadrinhos e mangás, cada autor tem seu jeito único de dar vida aos personagens, né? Tem uns que usam as expressões faciais, tipo o Tite Kubo de “Bleach”, que destaca os personagens com fundos mais simples. Já o Makoto Yukimura, assim como o Kohei Horikoshi de “My Hero Academia”, manda ver nas mãos para expressar seus personagens. Em “Vinland Saga”, por exemplo, ele mostra as mãos desgastadas e cheias de cicatrizes dos personagens, que contam um monte sobre as batalhas que eles enfrentaram. As mãos podem dizer muito, desde um aperto de mão amigável até um punho fechado de raiva.

3. Inspirações de outras lendas do mangá

De “Punho da Estrela do Norte” à “Vinland Saga”

Agora, falando sobre inspiração, muitos artistas de mangá se inspiram em obras anteriores. O Yukimura, por exemplo, pegou algumas ideias de “Fist of the North Star” (“Punho da Estrela do Norte”). Ele viu nessa série uma história sobre força e justiça, e isso acabou influenciando “Vinland Saga”. O Thorfinn, por exemplo, busca criar uma colônia pacífica, meio que buscando sua própria versão de justiça. E tem uns personagens, tipo o Thorkell e o Thorgil, que lembram os bandidões brutais de “Fist of the North Star”.

2. Yukimura odeia desenhar a violência em Vinland Saga

Desconstruindo a ação e o sangue

O Yukimura não curte violência, mas entende que em “Vinland Saga” ela é meio que necessária. Por isso, ele desenha as cenas de ação sangrentas, mas sempre com uma crítica à violência. Ele mostra que a violência é algo ruim, não algo para ser glorificado. Ele quer passar a ideia de que, mesmo na Era Viking, que era bem violenta, não tem por que a gente glamourizar isso.

1. Ele admira como Hajime Isayama terminou Attack on Titan

Por fim, o Yukimura também admira o trabalho de outros autores, como o Hajime Isayama e o final de “Attack on Titan”. Ele elogia a habilidade do Isayama de concluir uma história super complexa, algo que ele mesmo tá tentando fazer com “Vinland Saga”. Ele ainda não sabe exatamente como vai terminar sua história, mas, pelo jeito que ele conduz as coisas, a galera pode esperar um final épico e bem bolado.

Então é isso, o Makoto Yukimura é um cara que entende bem o que faz. Ele mistura inspirações de outros mangás com suas próprias ideias e técnicas, sempre pensando em como contar uma história de um jeito que cativa e faz a gente refletir. Cada detalhe nos mangás dele tem um porquê, e isso é que faz o trabalho dele ser tão massa.

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime.

Daniel Oliveira

Criador e escritor do site animerant.com.br. O site foi criado exclusivamente para comentar sobre os animes e mangás e oferecer entretenimento geek para os entusiastas do meio.

Publicado por

Posts recentes

Naruto: Todos os usuários do Susanoo da série, ranqueados

O Clã Uchiha, famoso no universo de Naruto, carrega o legado do Sharingan, um dos…

27/02/2024

Prévia do capítulo 1109 de One Piece: O incidente Egghead ocorre

O capítulo 1109 de One Piece está batendo à porta, e tudo indica que ele…

27/02/2024

One Piece: Oda finalmente resolve o debate entre Yonkou e Almirantes para sempre

O capítulo 1108 de One Piece chegou, e meu Deus, foi uma loucura! Essa última…

27/02/2024

One Piece: Vegapunk morrerá em Egghead?

"One Piece" está bombando com os últimos acontecimentos na Ilha Egghead, e parece que estamos…

27/02/2024

Prévia do capítulo 252 de Jujutsu Kaisen: Maki Vs Sukuna

A galera mal pode esperar pelo capítulo 252 de Jujutsu Kaisen, que promete ser um…

27/02/2024

Jujutsu Kaisen: 6 ataques que podem matar em um instante

Bora mergulhar no universo de Jujutsu Kaisen e dar uma olhada mais de perto nesses…

27/02/2024

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site.

Leia mais