Anime & Mangá

Crítica da primeira temporada de Hell’s Paradise: Jigokuraku

Publicado por

Com o término impressionante de “Hell’s Paradise: Jigokuraku”, foi anunciado o desenvolvimento de sua segunda temporada. Isso ocorre em meio a antecipação do que o futuro reserva para este anime, já que a temporada de verão se inicia.

A primeira temporada de “Hell’s Paradise: Jigokuraku” contribuiu para o panteão de adaptações de anime bem recebidas pela MAPPA. Este estúdio se destacou ao levar à vida várias cenas visuais de tirar o fôlego, especialmente no primeiro e último episódios, apesar de alguma inconsistência na animação. O conflito final contra o vilão Mu Dan, por exemplo, foi ilustrado com riqueza de detalhes, dinamismo e uma ótima composição, embora algumas lutas tenham sido menos marcantes.

A série se mantém fiel ao trabalho original de Yūji Kaku, aprimorando o universo “Hell’s Paradise: Jigokuraku” com uma exuberante paleta de cores. Embora em alguns momentos a adaptação possa ter tomado certas liberdades, isso adicionou valor ao enredo, como no caso de estender determinadas cenas de combate.

“Hell’s Paradise: Jigokuraku” é notável por seu conteúdo gráfico mais intenso do que o habitual no gênero shonen. Algumas mudanças foram necessárias para adaptar o conteúdo à TV, minimizando a nudez, por exemplo, mas sem afetar significativamente a trama ou o combate.

Em termos de ritmo, a história da chegada dos personagens à ilha até o presente transcorre em apenas três dias, criando uma forte conexão entre eles. Esta primeira temporada parece introduzir os principais elementos da série, antecipando eventos importantes para a próxima temporada.

Ao contrário de muitos títulos shōnen, a série não se estende com episódios de preenchimento. Ela segue uma abordagem mais fragmentada, introduzindo arcos significativos desde o início e eliminando personagens antes da metade do caminho.

Em suma, a primeira temporada de “Hell’s Paradise: Jigokuraku” se mostrou bem-sucedida, superando as expectativas iniciais. Os personagens são fascinantes, a narrativa emocional é bem construída e os visuais cativantes fazem jus ao estilo de arte do mangá original. Comparado a outros títulos animados pelo MAPPA, “Hell’s Paradise: Jigokuraku” pode parecer menos detalhado, mas a qualidade geral e a fidelidade ao mangá original garantem seu destaque na temporada de primavera. Classificação: 4/5 estrelas.

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime.

Daniel Oliveira

Criador e escritor do site animerant.com.br. O site foi criado exclusivamente para comentar sobre os animes e mangás e oferecer entretenimento geek para os entusiastas do meio.

Publicado por

Posts recentes

Naruto: Konoha teria sido capaz de impedir o ataque dos Uchiha se Itachi não os tivesse massacrado?

A possibilidade de Konoha ter contido o levante dos Uchiha sem a trágica intervenção de…

03/03/2024

One Piece: Eiichiro Oda desenha os Shichibukai se fossem do sexo oposto

Então, tem uma coisa super interessante que aconteceu, e é sobre como seriam os Shichibukai…

03/03/2024

One Piece: Eiichiro Oda revela por que o despertar de Zoan é perigoso

Eiichiro Oda, o criador de One Piece, compartilhou por que despertar as frutas do diabo…

03/03/2024

Spy x Family: 4 coisas que vão acontecer na 3ª temporada, de acordo com o mangá

As duas primeiras temporadas de "Spy x Family" conquistaram corações e receberam muitos elogios por…

03/03/2024

Gojo foi o verdadeiro motivo do sacrifício de um herói de Jujutsu Kaisen o tempo todo

Apesar da reação inicial meio chocada da galera ao ver Yuki Tsukumo se despedir tão…

03/03/2024

Este vilão esquecido de Dragon Ball Z pode ser uma das melhores adicões ao canon

Akira Toriyama criou algo especial com Dragon Ball, uma série que conquistou fãs por todo…

03/03/2024

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site.

Leia mais