Anime

Como o grupo Sternritter representa tudo de errado com os vilões de ‘Bleach’

Comparamos a representação de dois conjuntos distintos de vilões em Bleach: os Espadas e os Sternritter. Os Espadas, embora estabelecidos como padrão alto para os adversários na série, contrastam significativamente com os Sternritter que, apesar de suas impressionantes sequências de ação, deixam a desejar em profundidade e apelo.

Em Bleach, um anime shonen reconhecido ao lado de gigantes como Naruto e One Piece, os protagonistas enfrentam grupos de vilões memoráveis e potentes. Entre estes, os Espadas se destacam como uma referência, superando os Sternritter em vários aspectos.

Os Sternritter, também conhecidos como os Quincys de elite, assumem o papel de principais antagonistas no arco da Guerra Sangrenta de Mil Anos. Por mais fortes e motivados que sejam, ao contrário dos Espadas, os Sternritter não conseguem capturar o interesse do público de maneira tão eficaz. Freqüentemente, esses vilões são usados ​​principalmente como veículos para cenas de ação, uma abordagem que não maximiza o potencial do universo de Bleach.

Os Espadas têm ressonância temática na história de Bleach

Por outro lado, os Espadas desempenham um papel temático mais ressonante na trama. Eles representam conceitos de esperança versus desespero e propósito versus vazio, ampliando as batalhas além do mero conflito físico.

O capitão Sosuke Aizen, ao criar os Espadas, prometeu unidade, salvação e um propósito. No entanto, estas promessas se revelaram vazias, reforçando a noção de desespero e vazio que assola os Hollows, a raça da qual os Espadas derivam.

A batalha dos Espadas é uma busca equivocada pela felicidade e propósito através da força e da vitória, um caminho que provou ser infrutífero até mesmo para os mais poderosos entre eles. Esta luta interna dá profundidade às suas batalhas contra os Soul Reapers, que lutam para proteger seu mundo e defender valores de esperança, justiça, amizade e amor.

Os Sternritter são vilões para o bem da ação em Bleach

No arco da Guerra Sangrenta de Mil Anos, os Sternritter substituem os Espadas como a principal ameaça para a Soul Society. Embora sejam mais unidos e motivados por uma causa mais genuína, os Sternritter não possuem a profundidade temática e narrativa dos Espadas.

A inclusão dos Sternritter parece mais uma tentativa de gerar mais ação, em vez de trazer um contraste temático significativo. Com ambos os lados buscando vingança, a distinção entre eles é mínima, resultando em uma narrativa redundante.

Embora o confronto com o Wandenreich provoque um crescimento significativo nos Soul Reapers, esses temas já foram explorados na trama anteriormente. O papel dos Sternritter é, portanto, mais superficial, principalmente reforçando o que os fãs de Bleach já sabem sobre os heróis da série.

Em suma, enquanto os Espadas oferecem uma contribuição significativa à temática e à narrativa de Bleach, os Sternritter parecem ser vilões de Bleach inseridos mais pelo bem da ação do que pela profundidade. Sua inclusão não traz novas perspectivas, tornando-os uma representação menos impactante dos “vilões errados de Bleach”.

Mas e aí, concorda com o post?

Siga-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime.

Matheus Gimenez

Escritor do animerant.com.br e um entusiasta do universo dos animes que não curte muito mangás, mas quando pega para ler, termina em pouquíssimo tempo.

Compartilhar
Publicado por
Tags: bleach

Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade