Anime & Mangá

Cada filme de One Piece e por que eles não são canônicos

Os filmes de One Piece trazem os personagens favoritos dos fãs para novas aventuras, mas isso não quer dizer que essas histórias se alinham com a trama principal. Apesar do One Piece ser uma das séries de mangá mais influentes desde sua estreia em 1997, marcando gerações de fãs do gênero shonen, os filmes lançados sob essa marca, incluindo o muito falado “One Piece Film: Red”, não seguem a linha da história original de Monkey D. Luffy e sua tripulação.

Ordem cronológica dos filmes de One Piece

One Piece: O Filme – Uma Aproximação Surpreendente do Canon

  • Estreia: 4 de Março de 2000
  • Direção: Atsuji Shimizu

Lançado cinco meses após a estreia do anime, o primeiro filme de One Piece se passa entre os arcos Syrup Village e Baratie. É notável por seguir de perto a história original do mangá, uma raridade entre os filmes da franquia. Apesar disso, introduz elementos exclusivos do filme, como a Gold Island e a Akuma no Mi Goe Goe no Mi, que nunca foram incorporados à história principal, deixando dúvidas sobre sua verdadeira existência dentro do universo de One Piece.

Aventura na Ilha Clockwork – Quase Dentro do Canon

  • Estreia: 3 de Março de 2001
  • Direção: Atsuji Shimizu

Este segundo filme supostamente acontece entre os arcos Loguetown e Reverse Mountain. Embora apresente poucos elementos que contradizem diretamente a linha do tempo e os eventos do mangá, uma cena específica desafia as regras estabelecidas por Eiichiro Oda sobre os poderes da Akuma no Mi, gerando debate entre os fãs.

O Reino de Chopper na Ilha dos Animais Estranhos – Desviando-se do Canon

  • Estreia: 2 de Março de 2002
  • Direção: Junji Shimizu

Este filme se destaca por contradizer claramente a narrativa principal ao retratar os Chapéus de Palha em uma ilha única sem a presença de Nefertari Vivi e Nico Robin, algo que não se encaixa na linha do tempo oficial da série. A aventura, embora divertida, cria um conflito com os eventos conhecidos do mangá e do anime, reforçando sua posição como uma história não canônica.

Dead End Adventure: Uma Corrida Pirata Fora do Canon

  • Estreia: 1º de Março de 2003

Dirigido por Kononsuke Uda, “Dead End Adventure” leva os Piratas do Chapéu de Palha para uma emocionante competição entre piratas, encaixando-se entre os arcos Alabasta e Jaya. O que destaca este filme como não canônico não são contradições diretas com a história principal, mas sim sua interconexão com outras histórias de preenchimento e filmes, como a aparição da base G-8, exclusiva do anime, e a ponte para o próximo filme, “The Cursed Holy Sword”, criando uma discrepância clara com a cronologia da série.

The Cursed Holy Sword: Um Encaixe Temporal Problemático

  • Estreia: 6 de Março de 2004

“The Cursed Holy Sword” começa onde “Dead End Adventure” termina, mas cria confusão com a linha do tempo. Embora o filme pretenda se situar entre os arcos Alabasta e Jaya, a consciência das recompensas pós-Alabasta contradiz a suposta sequência dos eventos. Este filme, dirigido por Kazuhisa Takenouchi, traz à tona a dificuldade de encaixar as narrativas dos filmes no canon de One Piece, especialmente quando se considera o conhecimento das recompensas dos personagens.

Barão Omatsuri e a Ilha Secreta: O Filme Mais Único

  • Estreia: 5 de Março de 2005

Com direção de Mamoru Hosoda, este filme se destaca por sua abordagem sombria e um estilo de animação distinto, marcando um desvio significativo do tom geral de One Piece. “Barão Omatsuri e a Ilha Secreta” tenta manter-se afastado de contradições diretas com a série, mas elementos como a geografia incompatível com a do mundo de One Piece reforçam sua posição fora da narrativa principal.

O Soldado Mecânico Gigante do Castelo Karakuri: Uma Janela Temporal Estreita

  • Estreia: 4 de Março de 2006

Situado logo após o arco Long Ring Long Land e antes do início do Water 7, este filme, dirigido por Konosuke Uda, enfrenta desafios semelhantes aos seus predecessores no que diz respeito à sua integração na linha do tempo de One Piece. A dificuldade de acreditar que os acontecimentos do filme e a recuperação subsequente dos personagens poderiam se encaixar nos escassos três dias entre os dois arcos canônicos destaca ainda mais as complicações de alinhar os filmes com a história principal.

Episódio de Alabasta: Enxugando uma Saga Épica

  • Estreia: 3 de Março de 2007

“Episódio de Alabasta: A Princesa do Deserto e os Piratas” condensa a amada Saga Alabasta em apenas 90 minutos, uma tarefa que inevitavelmente levou ao corte de momentos cruciais, como a segunda luta de Luffy contra Crocodile e a batalha de Zoro para cortar aço. Ao deixar de lado essas cenas icônicas, o filme proporciona uma versão mais enxuta da história, o que pode desapontar aqueles que buscam a profundidade e a complexidade da saga original do mangá.

Episódio de Chopper Plus: Uma Alternativa “E Se?”

  • Estreia: 1º de Março de 2008

Este filme reinventa o Arco Drum Island, introduzindo personagens e elementos que não estavam presentes naquela fase da série, como Franky, Nico Robin, e o Thousand Sunny. A inclusão desses elementos fora de seu contexto original cria uma narrativa paralela interessante, mas que claramente diverge da linha do tempo estabelecida de One Piece.

One Piece Film: Strong World e a Reescrita de Shiki

  • Estreia: 12 de Dezembro de 2009

Apesar de ser escrito pelo próprio Eiichiro Oda, “Strong World” introduz uma história alternativa para o Leão de Ouro Shiki e sua interação com os Piratas do Chapéu de Palha, algo nunca visto no mangá. A tentativa de tecer este filme à tradição de One Piece resulta em uma experiência única que se aproxima mais do cânone, apesar de suas descontinuidades.

One Piece 3D: Straw Hat Chase – Uma Aventura Breve

  • Estreia: 19 de Março de 2011

Com apenas 30 minutos, “One Piece 3D: Straw Hat Chase” se destaca por ser o filme mais curto da franquia, minimizando seu potencial de conflito com a história principal. No entanto, ainda apresenta um ponto de discórdia: a capacidade de Zoro cortar Seastone antes do esperado na série, um detalhe que pode confundir os fãs atentos à evolução dos personagens.

One Piece Film: Z – Desafios à Canonicidade

  • Estreia: 15 de Dezembro de 2012

“One Piece Film: Z” marca a primeira aventura cinematográfica dos Piratas do Chapéu de Palha após o timeskip, enfrentando o ex-almirante da Marinha Zephyr. A existência de artefatos como as Dyna Stones e a notoriedade de Zephyr, junto com as discrepâncias em Marineford e com personagens pós-timeskip, coloca este filme em um território complicado, divergindo significativamente do cânone estabelecido por Eiichiro Oda.

One Piece Film: Gold – Entre Arcos e Inconsistências

  • Estreia: 23 de Julho de 2016

Com seu orçamento ampliado e uma produção visualmente espetacular, “One Piece Film: Gold” enfrenta dificuldades em se encaixar na linha do tempo canônica devido à separação dos membros da tripulação entre os Arcos Dressrosa e Zou. Este desafio cronológico destaca a complexidade de integrar histórias expansivas de filmes no enredo contínuo do mangá e do anime.

One Piece: Stampede – Um Festival de Piratas Fora do Tempo

  • Estreia: 9 de Agosto de 2019

“Stampede” se esforça para manter a fidelidade ao material de origem, trazendo um vilão exclusivo do filme e eventos que resonam com os fãs. No entanto, o encaixe desse filme na linha do tempo oficial de One Piece é questionável, especialmente considerando a separação dos Chapéus de Palha durante os eventos mencionados, o que levanta dúvidas sobre a possibilidade de tais aventuras acontecerem.

One Piece Film: Red – Conflitos com o Canon

  • Estreia: 6 de Agosto de 2022

Em “One Piece Film: Red”, a introdução de Uta e a conexão com Shanks oferecem um novo olhar sobre personagens conhecidos, com a narrativa fazendo alusões ao cânone da série. Contudo, a aparição de Big Mom e Kaido, presumidamente mortos após o Raid on Onigashima, contradiz a continuidade estabelecida, criando uma discrepância que desafia a integração do filme à história principal.

Daniel Oliveira

Criador do animerant.com.br. Desenvolvedor e webmaster que trabalha como escritor e principal editor de notícias para o site.

Compartilhar
Publicado por
Tags: one piece