Anime

10 vilões de Naruto que merecem melhores arcos de história

Naruto é uma série que conquistou fãs no mundo todo, em grande parte graças ao seu cativante elenco de personagens, especialmente os vilões, que muitas vezes são tão profundamente desenvolvidos quanto os heróis. A habilidade da série em transformar antagonistas através de momentos emocionantes de redenção e compreensão é indiscutivelmente uma das suas maiores forças.

Contudo, como em qualquer saga de grande extensão, nem todos os vilões receberam o tratamento que mereciam em termos de desenvolvimento de personagem e arcos narrativos. Alguns desses personagens tinham um potencial incrível que, por razões diversas, acabou não sendo plenamente explorado.

Desde motivações questionáveis até inconsistências de personagem, passando por redenções pouco convincentes, a série deixa alguns fãs desejando que determinados vilões tivessem tido mais tempo de tela ou histórias mais coesas e impactantes. A seguir, exploramos dez vilões de Naruto que, a nosso ver, poderiam ter tido arcos de história mais aprofundados ou melhor elaborados, enumerados do 10 ao 1.

10. A Trama Incompleta de Mizuki

Falta de Fundamento e Profundidade

Mizuki, apesar de ser o estopim para Naruto aprender o Jutsu Clone das Sombras, acabou por ser um vilão com um plano pouco convincente e um desenvolvimento superficial.

Seu desejo de vingança contra a Folha Oculta e a estranha convicção de que Orochimaru lhe daria poder em troca de um pergaminho são aspectos que carecem de lógica e motivação bem fundamentadas. A história de Mizuki teria beneficiado de uma exploração mais aprofundada das suas razões para se tornar vilanesco, oferecendo um retrato mais complexo e ameaçador do personagem.

9. O Perdão Fácil de Orochimaru

Redenção Questionável

Orochimaru, um dos mais temidos vilões de Naruto, teve um arco de redenção que deixou muitos fãs insatisfeitos. Apesar de seus crimes horrendos, sua transição para um papel mais amigável na série acontece de maneira um tanto abrupta e sem muitas consequências.

Uma abordagem mais realista poderia envolver Orochimaru lutando significativamente para obter sua redenção, enfrentando resistência e desconfiança da comunidade que ele tanto prejudicou.

8. A Jornada Inconclusiva de Kabuto

Uma Redenção Sem Recompensa

Kabuto, inicialmente um subordinado leal de Orochimaru, revela-se um personagem com camadas surpreendentemente complexas. No entanto, seu percurso para encontrar sua própria identidade e poder culmina de maneira que muitos acharam insatisfatória.

A tentativa de Kabuto de se tornar independente através do poder acaba por contradizer suas habilidades inerentes e sua história prévia, resultando em um arco que parece desconexo com o que poderia ter sido uma história de redenção mais significativa e coerente.

7. O Fim Prematuro de Kimimaro

Potencial Desperdiçado

Kimimaro, com sua habilidade única de Kekkei Genkai, emergiu como um dos vilões mais fascinantes durante o Arco de Recuperação de Sasuke. Sua lealdade mortal a Orochimaru e a história trágica de ser usado como arma desde o nascimento até a morte poderiam ter sido exploradas mais a fundo.

A sua morte precoce por uma doença, justamente quando estava prestes a vencer uma luta crucial, pareceu um desfecho insatisfatório para um personagem tão rico. Uma exploração mais aprofundada de sua história e potencial poderia ter oferecido aos fãs uma saga memorável e emocionante.

6. Zetsu Negro, Mais do Que Um Simples Peão

Uma Independência Não Realizada

Zetsu Negro inicialmente se apresenta com grande mistério e potencial, atuando como se fosse a manifestação da vontade de Madara. No entanto, a revelação de sua verdadeira natureza como instrumento para o renascimento de Kaguya diminuiu significativamente seu apelo.

Uma oportunidade perdida de desenvolver Zetsu Negro como um personagem independente, com suas próprias ambições e habilidades que contribuiriam de forma única para o lore de “Naruto”, acabou por simplificar demais sua existência.

5. Kaguya, Uma Antagonista Sem Impacto

Desenvolvimento e Motivação Ausentes

Kaguya Ōtsutsuki, apesar de ser posicionada como a vilã final da série, é frequentemente criticada por sua introdução abrupta e falta de desenvolvimento de personagem.

A transição de Madara para Kaguya como a principal antagonista não apenas pareceu forçada, mas também desvalorizou a construção de Madara como um vilão. Um desenvolvimento mais gradual e uma introdução mais orgânica de Kaguya ao universo de “Naruto” poderiam ter feito com que sua aparição fosse mais aceitável e talvez até mesmo intrigante.

4. Madara Uchiha, Uma Queda Inesperada

Um Confronto Final Não Realizado

Madara Uchiha é, sem dúvida, um dos vilões mais icônicos e poderosos de “Naruto”, cuja presença ameaçadora e habilidades formidáveis o estabeleceram como uma força a ser reconhecida.

A expectativa de uma batalha épica entre Madara e os heróis de “Naruto” era alta, tornando sua derrota súbita nas mãos de Zetsu Negro não apenas inesperada, mas também insatisfatória. Uma conclusão mais digna para Madara, enfrentando os heróis em uma luta decisiva, teria sido uma homenagem mais adequada à sua personagem e ao legado que ele construiu ao longo da série.

3. Karin, Mais do Que Uma Obsessão

Uma Uzumaki Subutilizada

Karin, uma personagem que poderia ter sido uma ponte importante para explorar a linhagem Uzumaki e suas implicações no universo de “Naruto”, acabou sendo reduzida a um papel que girava quase exclusivamente em torno de sua obsessão por Sasuke.

A possibilidade de aprofundar sua conexão com Naruto, dada a partilha do mesmo sangue Uzumaki, e explorar o que isso significaria para ambos, permaneceu uma oportunidade perdida. Dar a Karin uma narrativa própria, onde suas habilidades e herança Uzumaki são exploradas independentemente de Sasuke, teria não só enriquecido seu personagem, mas também adicionado uma camada adicional à complexidade da trama.

2. Danzo, O Paradoxo Ambulante

Conflitos Internos e Externos

Danzo Shimura, apresentado como um personagem cujas ações são motivadas por um desejo de proteger a Vila Oculta da Folha a todo custo, acaba sendo uma personagem cujas ações frequentemente contradizem essa motivação.

A complexidade de Danzo poderia ter sido mais bem explorada se suas ações tivessem sido apresentadas de uma maneira que genuinamente refletisse suas intenções declaradas de proteger a vila, mesmo que através de métodos questionáveis. Uma construção de personagem que alinhasse suas ações com suas motivações de uma forma mais coesa e uma introdução mais cedo na série poderiam ter oferecido a Danzo uma narrativa mais rica e nuances mais profundas.

1. Itachi, Entre o Amor e a Contradição

Complexidade e Inconsistência

Itachi Uchiha, um dos personagens mais complexos e amados de “Naruto”, cuja jornada de redenção se desenrola de maneira emocionante e trágica, sofre de inconsistências que confundem sua narrativa. Embora suas intenções fossem proteger Sasuke a todo custo, algumas de suas ações, como o uso do Tsukuyomi em Sasuke ainda criança, contradizem diretamente esse objetivo.

Aprofundar as motivações de Itachi e talvez oferecer mais contexto para suas decisões mais questionáveis poderia ter esclarecido suas contradições e enriquecido ainda mais sua complexa história.

Leia também: Naruto: Todos membros do Konoha 11, ranqueados do mais fraco ao mais forte

Acompanhe-nos no Google News para receber as últimas notícias de anime!

Daniel Oliveira

Criador do animerant.com.br. Desenvolvedor e webmaster que trabalha como escritor e principal editor de notícias para o site.

Compartilhar
Publicado por
Tags: naruto

Este site utiliza cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.

Política de Privacidade